Antes considerado um esporte predominantemente masculino, o motocross vem sendo cada vez mais procurado pelas mulheres. Houve uma superação de preconceitos, e elas têm encarado a lama e os riscos sobre duas rodas de igual para igual com os homens. Uma boa forma de ilustrar tal mudança é observar que os campeonatos voltados para esse tipo de corrida, em todo o mundo já contam com categorias exclusivas para integrantes do sexo feminino.

Desde de 2010 a FIM (Federação Internacional de Motociclismo) vem incentivando cada vez mais o motocross feminino, são poucos os espaços destinados as mulheres. Espalhadas por aí, há muitas potenciais competidoras que no meio do caminho param por falta de apoio, espaço e preconceito, este mesmo depois de anos da igualdade entre os sexos, ainda acontece.

 

O Motocross feminino há pouco tempo ganhou espaço nas pistas, antes as mulheres, as corajosas, tinham que competir junto aos homens, enfrentar o preconceito de alguns, escutando frases do tipo “não acredito que fiquei atrás para uma mulher”. Atualmente a situação vem mudando, há pouco tempo alguns campeonatos brasileiros aderiram a categoria feminina, o que antes, praticamente, só se encontrava no AMA e essa está revelando grandes nomes, que antes ficavam ofuscados.

O mundo do Motocross feminino no mundo

Combatendo as diferenças, nomes como o da piloto alemã Stephanie Laier – campeã mundial por diversas vezes –, da italiana Chiara Fontanesi e da irlandesa Natalie Kane se tornaram inspiração para pessoas de todas as idades interessadas em aventurar-se nas pistas ou simplesmente acompanhar os campeonatos da categoria, que trazem muita emoção e adrenalina.

Em cima de motos de off-road e de várias cilindradas, as mulheres têm competido, inclusive, na mesma modalidade que os homens, mostrando que técnica e habilidade adquiridas com treino e disciplina podem ser mais importantes que a força física e a predominância masculina ao longo dos anos no esporte.

Há quem, ainda, diga que Motocross é um esporte masculino, que mulher não vai para lama e nem encara barrancos e poeira, mas se vermos com outros olhos, para se praticar Motocross é preciso leveza e cuidado, características que as mulheres dominam.Deixar a vaidade de lado? Nem pensar, assim como temos linhas estilizadas, com manoplas de várias cores, roupas de proteção com um design diferente para homens, tem também os acessórios para as mulheres.

No motocross, não importa se é homem ou mulher, basta gostar de desafios e ter coragem para guiar uma motocicleta em terrenos irregulares, úmidos e cheios de obstáculos naturais. É com essa equivalência que as mulheres têm conquistado mais espaço e chamado cada vez mais atenção em competições nacionais e internacionais da modalidade.

Fonte: www.mxparts.com.br

 

 

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

Share This